Ocorreu um erro neste dispositivo

domingo, 13 de fevereiro de 2011

As Tripas á moda do Porto

  As Tripas á moda do Porto é, obviamente, um prato tipico do Porto, é um prato muito curioso pois a sua historia remota a época dos descobrimentos.
  O prato surgiu quando em 1415 o Infante D.Henrique, precisando de abastecer as Naus para a tomada de Ceuta, comandada pelo Rei D. João I, pediu á populaçao do porto para fornecer todo o tipo de carnes  conservando-as em sal, para que ficassem em boa condição durante a expedição. Este acontecimento levou a que o povo do Porto fica-se apenas com as miudezas e as tripas, forçando os portuenses a criar alternativas para a sua alimentaçao e assim surgiram as "Tripas á moda do Porto" prato que permanece até hoje como um dos pratos mais caractristicos na gastronomia do Porto. Prato de tal forma caractristico que desde então deu aos portuenses a sua alcunha de tripeiros.



Tripas à Moda do PortoDo Livro - Cozinha Tradicional Portuguesa
Da Editorial Verbo




Ingredientes:
Para 10 pessoas
  • 1 kg de tripas de vitela (compreendendo livros ou folhos, favos e a touca)
  • 1 mão de vitela
  • 150 grs de chouriço de carne
  • 150 grs de orelheira
  • 150 grs de toucinho entremeado ou presunto
  • 150 grs de salpicão
  • 150 grs de carne da cabeça de porco
  • 1 frango ou meia galinha
  • 1 kg de feijão manteiga
  • 2 cenouras
  • 2 cebolas grandes
  • 1 colher de sopa de banha
  • 1 ramo de salsa
  • 1 folha de louro
  • sal
  • pimenta
Confecção:
Lavam-se as tripas muito bem e esfregam-se com sal e limão.
Cozem-se em água com sal.
Limpa-se a mão de vitela e coze-se.
Noutro recipiente cozem-se as restantes carnes e o frango.
Estas carnes retiram-se à medida que vão estando cozidas.
Coze-se o feijão, que já está demolhado, com as cenouras às rodelas e uma cebola aos gomos.
Pica-se uma cebola e «estala-se» numa colher de banha.
Juntam-se todas as carnes cortadas em bocados (incluindo as tripas, frango, enchidos, etc.).
Deixa-se apurar um pouco e introduz-se o feijão.
Tempera-se com sal, pimenta preta moída na altura, o louro e a salsa.
Deixa-se apurar bem.
Retira-se a salsa e serve-se em terrina de porcelana ou de barro, polvilhado, segundo o gosto, com cominhos ou salsa picada e acompanhado com arroz branco seco.

2 comentários:

  1. http://www.gastronomias.com/receitas/rec1953.htm

    ResponderEliminar

  2. Tripas à Moda do Porto II
    Colaboração de João Manuel Lagarto de Brito

    Ingredientes:

    1 kg de tripas de vitela
    1 orelheira fumada
    1 chouriço de sangue
    1 chouriço de colorau
    1 salpicão
    1 tira de barriga de porco
    1 pato médio
    1 mão de vitela
    1 boa tira de presunto
    2 cenouras
    1 cebola
    1 ramo de salsa
    1 kg de feijão branco
    pimenta
    piri-piri
    2 alhos
    1 tomate médio bem madurinho
    cominhos
    Confecção:

    Lave bem as tripas com limão.
    Coza-as com água, sal e um pouquinho de pimenta.
    À parte coza a mão de vitela.
    Faça o mesmo com a orelheira.
    Depois de cozida parta-a aos bocadinhos.
    Faça um refogado com os alhos, a cebola, o tomate e metade da salsa.
    Coza o feijão sem o deixar excessivamente desfeito.
    Devem ficar cozidos mas inteiros.
    Acrescente água de cozer os feijões ao refugado e coza aí, lentamente os chouriços, o salpicão e o presunto e a barriga de porco partidos aos cubos e as cenouras.
    Coza à parte o pato em água, sal e um pouquinho de pimenta. Conforme vão cozendo vá retirando os chouriços.
    Parta-os às rodelas grossas.
    No refogado deite o feijão e as rodelas de chouriço de colorau, assim como a mão de vitela e a orelheira já cozidos.
    Acrescente a água de cozer os feijões necessária .
    Deixe ir apurando e engrossando o molho.
    Deite um pouco de piri-piri a gosto.
    Sirva num belo prato, fundo, de barro com o pato esfiapado por cima, sem peles, as rodelas do chouriço de sangue e as rodelas do salpicão.
    Polvilhe com a restante salsa muito picadinha e com os cominhos.

    *O importante é cozer as carnes sem as deixar cozer demasiado. No refogado e quando o feijão estiver a apurar é que devem acabar de cozer e de apurar.
    Acompanhe com arroz seco
    Sirva acompanhado de um bom verde tinto de lavrador, em tigela.
    Acompanhe, também, com broa de avintes às tirinhas.

    Bom apetite

    ResponderEliminar