Ocorreu um erro neste dispositivo

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Poema do Imigrante

TENHA ORGULHO DE SEUS HUMILDES ANTEPASSADOS


São as pessoas humildes que eu procuro, 
O sal da Terra, por assim dizer, 
Aqueles que domaram o solo bruto, 
E fizeram nele as sementes florescer. 
São estes que eu gosto de encontrar, 
Quando mergulhada na estrada da genealogia. 
E é apenas por orgulho que me deixo levar, 
Refazendo seus passos para assim os imortalizar. 
Aqueles que buscam o passado com sonhos de glória, 
De encontrar heróis educados em cada história, 
Não devem jamais se desapontar 
Ainda que descobrirem que os humildes bisavós ou tataravós
Tinham somente as estrelas para contemplar.

G. McCoy 
Source: The Sunny Side of Genealogy, 
compiled by Fonda D. Baselt, 
Genealogical Publishing Co., Baltimore, 1988, p.10 
(tradução livre e não autorizada: Lea Beraldo) 
Não copie sem citar estas fontes